Terry Johnson

2022

O trabalho de Terry Johnson como dramaturgo inclui uma versão de The London Cuckolds de Edward Ravenscroft, produzido no Royal National Theatre; Dead Funny que estreou no Hampstead Theatre e fez duas temporadas de sucesso nos Teatros Vaudeville e Savoy no West End, e Hysteria, produzido no Duke of York’s Theatre como parte da temporada Clássica da Royal Court. O seu trabalho anterior inclui Anabel e Unsuitable for Adults no The Bush, Imagine Drowning no Hampstead e Cries from the Mammal House no Royal Court.

O seu trabalho tem sido produzido por toda a Grã-Bretanha, em cidades importantes nos Estados Unidos, Austrália, Europa, Israel, Irelanda e Canadá. É recipiente de vários importantes prémios teatrais britânicos incluindo Dramaturgo do Ano 1995; Melhor Nova Peça do Critics’ Circle em 1995; Melhor Peça do West End da Writers’ Guild em 1995; Melhor Comédia do Prémio Olivier em 1994; o Prémio Mayer-Whitworth de 1993 e o Prémio John Whiting de 1991.

Encenou novos trabalhos no Royal Court, Bristol Old Vic, Soho Poly e Hampstead Theatre. Em 1996 encenou a estreia americana de The Libertine de Stephen Jeffreys para o Steppenwolf Theater em Chicago. O seu Piano/Forte estreou no Royal Court Jerwood Theatre Downstairs em 2006.

Mais informação: en.wikipedia.org, www.dramaonlinelibrary.com e theagency.co.uk

fundo