Mathieu Bertholet

2022

Nascido em Valais, formado na Universidade de Artes de Berlim, director artistico e encenador da companhia, Mathieu Bertholet foi autor em residência na Comédie de Genève e posteriormente na Grütli. Foi co-instigador do Mestrado em  Encenação na Manufacture de Lausanne, co-responsável do departemento de Escrita Dramática da ENSATT em Lyon, professor na Universidade de Louvain na Bélgica ou mesmo bailarino sob a direcção de Cindy Van Acker e de Foofwa D’Imobilité. Mathieu Bertholet cruza as práticas e desenvolveu um modo de expressão singular, não fechado e muito exigente. As suas peças foram publicadas pelos Actes Sud Papiers e foram encenadas por Anna Van Brée, Anne Bisang, Maya Bösch, Marc Liebens. Desde 2015, é director do POCHE/GVE, um teatro consagrado à escrita contêmporanea. Apresentou Derborence em Vidy em 2015, e fez a tradução francesa de Nathan/Crassier de G. E. Lessing/E. Jelinek, para o espectáculo Nathan !? de Nicolas Stemann em 2016.

Mais informação: vidy.ch, www.franceculture.fr, festival-avignon.com e www.theatre-contemporain.net

fundo