Il Maiale Nero, Estranho Amor

2020

 

 

A comemoração dos 20 anos da companhia de teatro Marionet são o pretexto para uma performance musical única, que resgata do rio do esquecimento o performer Il Maiale Nero.

Músico precursor do movimento de fissão a nível do mundo em geral, Il Maiale Nero especializou-se a tirar da guitarra aquilo que ela não quer. Nos seus raros espectáculos, entre conversas com o público e o ajeitar das calças, exibe canções em que a lírica se estende por um espectro tão alargado de temas, que vão desde o povo e os seus anseios, ao amor e os seus três seios.

Apresentado pela primeira vez em Coimbra em 2002, Il Maiale Nero foi um cometa fugaz e sem cauda no panorama músico-teatral português, e a perenidade dos temas que são abordados nas canções que interpreta, que esgravatam fundo na natureza humana, mais do que justifica a sua revitalização para um público renovado.

Nesta circunstância especial, o alinhamento do espectáculo passará pelas venturas e travessões do amor humano. Como afirma o músico frequentemente: “Somos todos umas coisas que andam a fazer umas coisas das quais nos arrependemos e orgulhamos”.

Nascido no século passado Il Maiale Nero ainda não sabe quando vai morrer.

Será um acontecimento aconselhado a pessoas com bom humor.

Ficha artística e técnica

Músicas, letras, voz e guitarra | Il Maiale Nero
Guitarras, sintetizador, backing vocals e arranjos | Marcelo dos Reis
Bateria | Tiago Vaz
Imagem | Francisca Moreira e Pedro Andrade
Figurino | Pedro Andrade
Penteado | Carlos Gago – Ilídio Design
Produção executiva | Francisca Moreira
Co-produção | Marionet \ Salão Brazil
Apoios | Câmara Municipal de Coimbra, MAFIA – Federação Cultural de Coimbra, Ilídio Design Cabeleireiros, Rádio Universidade de Coimbra

fundo