O Design Inteligente da Jenny Chow

2019

M/16 | 1h45

Uma jovem de 22 anos, que sofre de agorafobia, passa o tempo no quarto a construir um humanóide à sua imagem. Os únicos contactos sociais que mantém são com a sua disfuncional família adoptiva, o rapaz que entrega pizzas e, via internet, três indivíduos a que recorre para a concretização do seu grande objectivo: construir uma rapariga que a substitua numa viagem pelo mundo ao encontro do seu passado e da mãe biológica que nunca conheceu.

Entre outros temas, a peça apresenta-nos uma realidade em que a distância emocional entre pessoas é mais facilmente ultrapassada usando a tecnologia do que através da interacção humana. Um assunto cada vez mais premente nas sociedades contemporâneas.

Rolin Jones

Dramaturgo e argumentista norte americano.

A sua peça These Paper Bullets! teve estreia mundial em 2014 no Yale Repertory Theatre e venceu quatro prémios no Connecticut Critics Circle Awards, incluindo Melhor Produção do Ano. A peça The Intelligent Design of Jenny Chow recebeu o prémio Obie para Excelência em Dramaturgia. Jenny Chow foi finalista dos prémios Pulitzer na categoria de Drama e foi produzida pela Atlantic Theater Company (NYC), a South Coast Repertory, o Old Globe Theatre, a Yale Rep, o Studio Theatre (D.C.), e a Portland Center Stage entre outras. A sua peça The Jammer recebeu um prémio Edinburgh Fringe First para Melhor Argumento e foi produzida na Off-Broadway pela Atlantic Theater Company. Escreveu para as séries televisivas The Exorcist, Weeds, Friday Night Lights e Broadwalk Empire. O seu episódio “The Son” na série Friday Night Lights recebeu uma nomeação nos Emmy Awards na categoria de Melhor Argumento Dramático e foi nomeado pela revista Time como o melhor episódio para televisão no ano de 2010. Escreveu recentemente a adaptação cinematográfica de American Idiot para a Universal Pictures, e está actualmente a escrever uma adaptação do episódio “129 Cars” da This American Life para a Fox Television Studios.

Ficha artística e técnica

Texto Rolin Jones

Encenação Mário Montenegro

Intérpretes

Catarina Moita – Jennifer Marcus

Filipe Eusébio – Mr. Marcus /  Mr. Zhang

Hugo Inácio – Preston / Terrence / Cor. Hubbard / Dr. Yakunin / Voz do tradutor do computador

Sílvia Santos – Adele Hartwick / Ms. Zhang

Celso Pedro – Todd

Safira Hikari – Jenny Chow

Cenografia, figurinos, adereços e imagem Pedro Andrade

Vídeo Inês Castanheira

Iluminação e direcção técnica Pedro Machado

Banda sonora original e sonoplastia Marcelo dos Reis

Direcção de produção e comunicação Francisca Moreira

Assistência de produção Beatriz Sousa*

Apoio à produção João Froufe e João Silva**

Penteados Carlos Gago – Ilídio Design

Co-produção Câmara Municipal de Coimbra \ Convento São Francisco

Financiamento República Portuguesa – Cultura \ Direção-Geral das Artes

Apoios  Ilídio Design Cabeleireiros, MAFIA – Federação Cultural, Rádio Universidade de Coimbra

Agradecimentos Cris Yin, Pedro Oliveira, Pedro Trindade, Escola Superior Agrária de Coimbra, Teatrão, Espectro – Sistemas de Informação

 

* Estagiária da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra – Estudos Artísticos

** Estagiários do Curso Profissional Artes do Espetáculo – Colégio São Teotónio

 

fundo