O Limbo Empático

2018

O Limbo Empático

29 e 30 de Maio de 2018 | 21h30

TAGV, Coimbra

 

Terão sido certamente emocionantes os primeiros momentos em que a Humanidade conseguiu capturar a vida e reproduzi-la em movimento. Não é fácil imaginar a emoção que terá sido assistir, pela primeira vez, à gravação em filme de um acontecimento passado ou, a um indivíduo, rever-se a si próprio do lado de fora da vida. Com a invenção da gravação de imagens em filme passámos a poder resgatar o passado para o presente e para o futuro. Inventou-se o dom da eternidade.

Estes momentos actuais, em que a nossa existência passou a estar suspensa em algo tão imaterial como um gás invisível, são igualmente emocionantes. Passámos a poder estar em qualquer lugar e em vários simultaneamente. Inventou-se o dom da ubiquidade.

E é extraordinária esta altura da nossa Humanidade em que dispomos de um cérebro de bolso que responde a qualquer questão sobre qualquer assunto que nos invada o espírito. Está inventada a omnisciência.

Continuamos, no entanto, sem a resposta de que precisamos para a pergunta fundamental.

Nesta peça coincidimos num local-momento do espaço-tempo com três pessoas que constituem um sistema aberto. Apoiados nas suas dúvidas e certezas, reflectimos sobre a existência, a privacidade, a empatia, a necessidade, o valor, num instante do mundo em que a comunicação entre seres humanos se transformou de modo avassalador.

Uma das características que define um sistema são os seus limites. Nesta peça caminhamos sobre um conjunto de fios delicados no limite do que é ser humano.

M/12

 

Ficha Artística e Técnica

Discussão e ideias Carolina Santos, Filipe Eusébio, Francisca Moreira, Laetitia Morais, Marcelo dos Reis, Mário Montenegro, Pedro Andrade, Sílvia Santos

Texto e encenação Mário Montenegro

Interpretação Júlia | Carolina Santos, Aristo | Filipe Eusébio, Mark | Mário Montenegro, Paula | Sílvia Santos

Cenografia, figurinos, adereços Pedro Andrade

Iluminação e direcção técnica Rui Simão

Vídeo Laetitia Morais

Banda sonora original e sonoplastia Marcelo dos Reis

Imagem Pedro Andrade e João Sarnadas

Produção Executiva e fotografia de cena Francisca Moreira

Consultoria Científica Carlos Fiolhais

Penteados Carlos Gago – Ilídio Design

Filmes projectados Excertos de: Man With a Movie Camera, Dziga Vertov; The Immigrant, Charles Chaplin e The Cabinet of Dr. Caligari, Robert Wiene

Co-produção Marionet / TAGV

Parceria CNC – Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra

Financiamento República Portuguesa – Cultura / Direcção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Coimbra

Apoios Bonifrates, Convento São Francisco, Fundação Bissaya Barreto, Ilídio Design Cabeleireiros, MAFIA – Federação Cultural de Coimbra, Rómulo – Centro de Ciência Viva da Universidade de Coimbra, RUC

Agradecimentos Ana Luísa Cardoso, Ana Morais, Carlos Fiolhais, Edmundo Balsemão Pires, João Silva, José Vilhena, Paulo Marques

 

fundo