Última oportunidade para assistir a “Cálculo”

2011

A mais recente produção da marionet estreou no passado dia 17 de Novembro no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra. A avaliar pelas reacções do público que têm vindo a encher a sala, “Cálculo” tem convencido os espectadores, incluindo o autor Carl Djerassi presente na estreia absoluta de “Cálculo” em Portugal.

O público português teve a oportunidade de o ouvir falar sobre o seu trabalho como dramaturgo na palestra “Science in theatre: from the page to the stage”, que decorreu no dia 15 de Novembro às 17h no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, a que se seguiu às 18h, no mesmo local, o lançamento da tradução portuguesa da peça pela Imprensa da Universidade de Coimbra.

Diario_de_coimbra__15

 

Carl Djerassi | escritor, dramaturgo e professor emérito de Química na universidade de stanford, é um dos raros cientistas americanos que foi galardoado com a National Medal of Science (pela primeira síntese de um esteróide contraceptivo oral) e com a National Medal of Technology. membro da National Academy of Sciences norte- americana, da American Academy of Arts and Sciences, da Royal Society (londres), da leopoldina (Alemanha) assim como de várias outras academias estrangeiras, recebeu 26 doutoramentos Honoris Causa (o mais recente pela universidade do Porto) tendo sido também agraciado com numerosos outros títulos honoríficos.

Palestra_15

Em “Cálculo” Carl Djerassi coloca em confronto duas personalidades enormes da ciência, Newton e Leibniz, retratando um conflito que realmente existiu e se prolongou durante 30 anos sobre a prioridade na invenção do cálculo matemático. A descoberta recente de alguns documentos na Royal Society sobre esta disputa entre os dois cientistas, ambos membros desta sociedade inglesa, veio revelar uma perversa manipulação de Newton no tocante a este assunto. Foi nestes dados que Djerassi se apoiou para construir a intriga da sua peça, onde revela algumas manobras de bastidores eticamente reprováveis que nos mostram um outro lado do génio de Newton, o de um ser humano manipulador, vingativo e calculista.

 Para quem não teve oportunidade de assistir a peça volta continua em cena esta semana, até 3 de Dezembro, de Quarta-feira a Sábado às 21h30.

fundo