[ zoom ]

2009

O que queremos nós das estrelas?

Coincidindo com a efeméride do Ano Internacional da Astronomia que se assinala em 2009, ano em que se cumprem 400 anos sobre a primeira vez que Galileu apontou uma luneta para o céu, sentimo-nos motivados a criar um objecto artístico que, partindo daquela disciplina científica, reflectisse sobre o conhecimento que temos do mundo e de nós próprios.

Partindo da relação de distância entre observador e observado existente na Astronomia, procurámos reproduzir num espectáculo essa relação “à distância” entre nós e o universo. Surgiu assim, em 2008, o espectáculo Olhar O Longe . Olhar O Antes (OOLOOA), que decorria simultaneamente em dois locais distantes, o terraço da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra e o centro da ponte pedonal sobre o rio Mondego. O público assistiu ao espectáculo no tabuleiro da ponte e a ligação à acção a decorrer no terraço da biblioteca era concretizada por vários telescópios apontados para esse local.

[zoom] é uma ampliação de OOLOOA. Como consequência do trabalho artístico desenvolvido naquele projecto temos a intenção de aproximar as pessoas da acção que ali decorria à distância. Se tivermos em atenção as considerações traçadas acima sobre o recuar no tempo através da observação astronómica de corpos a distâncias muito grandes, [zoom] é também uma viagem para trás no tempo. Se em OOLOOA, a propósito da Astronomia, levantámos a questão do desfasamento de tempo provocado pela distância, pelo espaço, em [zoom] vamos mais longe e ultrapassamos esse espaço, damos um para trás no tempo – como num “wormhole”.

O conteúdo temático de [zoom] retoma e desenvolve o desdobramento conceptual e narrativo explorado no processo de construção de OOLOOA, incidindo na improvisação sobre o mito de Perseu numa das variantes que nos chegou da Antiguidade Grega, sobre as constelações associadas ao mito, e sobre alguns conceitos fundamentais do universo como o tempo, a luz, o infinito. Naquele outro trabalho criou-se uma constelação artística que foi apresentada durante um mês num local inacessível para o público, como se fora uma constelação a milhares de milhões de anos-luz. Agora fazemos [zoom] sobre essa constelação, recuamos no tempo ao trazê-la para o presente.

Ficha Técnica

Texto e direcção: Mário Montenegro | Discussão e Ideias: Alexandre Lemos, Anabela Fernandes, Mário Montenegro, Pedro Andrade, Rui Capitão e Rui Simão | Espaço cenográfico, figurinos, adereços e imagem: Pedro Andrade | Sonoplastia: Rui Capitão | Iluminação: Rui Simão | Intérpretes: Alexandre, Anabela Fernandes e Mário Montenegro | Vídeo original: Francisco Queimadela, Mariana Caló e Alexandre Lemos | Edição vídeo: António Gonçalves | Operação Video: Laetitia Morais | Fotografia: Francisca Moreira | Produção Executiva: Alexandre Lemos, Marta Furtado

Produção MARIONET 2009

Apoios

A Escola da Noite | Teatro da Cerca de S. Bernardo | TAGV | Mafia – federação cultural de Coimbra | Ilídio Design | O Teatrão | UZI Filmes | Livraria XM | RUC | TEUC | AIA2009

fundo