Os Lusíadas no Zoológico

2005 Co-produção com o Museu Zoológico da Universidade de Coimbra

A terceira experiência de interacção com instiuições da área científica, neste caso o Museu Zoológico da Universidade de Coimbra, foi concebido especificamente para ser apresentado nos espaços do Museu, à semelhança do que já havíamos feito em a Revolução dos Corpos Celestes no Museu da Ciência e da Técnica – Revolução dos Corpos Celestes (2001,2003).

Sinopse

Na adaptação que fizemos de Os Lusíadas para o Museu Zoológico, optámos por uma organização cronológica da viagem de Vasco da Gama à Índia para tentar sincronizá-la com uma outra viagem através do Museu Zoológico.
O espectáculo inicia-se com as naus lusitanas no cais, prestes a partir, aonde acorre o povo a chorar os entes queridos que vêem ir embora e onde se destaca o episódio do Velho do Restelo.
Depois segue-se uma passagem pela costa ocidental africana e a descrição daquilo que os portugueses lá foram encontrando. No término dessa costa surge a figura imponente do Adamastor que, parecendo querer ter por vítimas as naus portuguesas, é ele vítima de um profundo desgosto de amor.
Transposto o Cabo das Tormentas assistimos no Olimpo ao Concílio dos Deuses que decide da sorte dos portugueses.
Entretanto, estes, já a navegar no largo Oceano Índico, são vítimas de uma violenta tempestade, até que por fim acabam por alcançar terras indianas.
Aí, após promessas de paz e amizade entre Vasco da Gama e o Samorim, os portugueses deixam a terra achada rumo a Portugal levando alguns sinais desse descobrimento marítimo.
Nessa viagem de volta à pátria são recompensados por Vénus, que lhes oferece a Ilha dos Amores povoada de ninfas e de prazeres, onde se puderam refrescar para o resto da viagem até Lisboa, onde chegariam chegaram dois anos e dois meses depois de terem partido.
Este espectáculo estreou no dia 28 de Fevereiro de 2005 em Coimbra, no Museu Zoológico da Universidade de Coimbra, integrado nas comemorações da Semana Cultural da Universidade, e esteve em cena até 20 de Março desse ano.

Ficha Artística e Técnica

Discussão e ideias: Ana Val-do-Rio, Filipe de Góis, Mário Montenegro, Ricardo Trindade, Rita Juliana e Rui Capitão | Encenação e adaptação: Filipe de Góis e Mário Montenegro | Banda Sonora Original: Rui Capitão | Video: Mário Montenegro e Ricardo Trindade | Figurinos: Rita Juliana Carvalho | Iluminação: Mário Montenegro e Museu Zoológico da U.C. | Operação técnica: Alexandre Lemos, Rui Capitão | Espaço Cenográfico | MARIONET e Museu Zoológico da UC | Concepção e execução de penteados: Ilídio Design | Elenco: Ana Val-do-Rio, Filipe de Góis, Mário Montenegro e Ricardo Trindade
Produção: MARIONET 2005

Apoios

Ilídio Design, INATEL – Delegação de Coimbra, MAFIA – Federação Cultural de Coimbra, RUC

Agradecimentos

Clube Náutico Figueira da Foz (Dr. Miguel Amaral, Sr. Jaime), Associação Cristã da Mocidade, Sr. Fraga, Luís Pedro Madeira, Maria Isabel Costa, Teatro/Educação-ESEC, XM, TEUC, RUC, RDP, Maria João Feio, Marina Dolbeth, Sr. João, Fátima Lemos, Paula Mota, Mário Teixeira, Margarida Sousa, Alexandre Lemos.

fundo