dOgOd

2004

Em parte uma síntese e uma ruptura com o trabalho anterior da companhia, provisoriamente intitulado durante mês e meio de “Coisas Que Caem Do Céu”, este espectáculo parece, à primeira vista, romper com as várias vertentes do percurso que vínhamos traçando. Parece cair do céu. E cai, na verdade. Do céu que fomos criando ao longo da nossa existência. Começámos pelo céu, construímos um abrigo brilhante que agora usamos como inspiração para a nossa imaginação mais fantasiosa. As experiências que tivemos necessidade de viver até agora servem-nos de base para continuar a experimentar.

DogoD é uma reflexão sobre a comunicação, mais especificamente sobre a comunicação num espectáculo de teatro. E, enquanto objecto de experimentação, aproxima-se dos limites deste. Ao fazê-lo, oferece-nos uma questão:
– quando é que o Teatro deixa de o ser?

Em cena há um actor, há o som, há a imagem. Cada um deles vai construindo o seu universo de forma explícita para o público. O processo de criação está exposto. No entanto, estes processos individuais de criação ao ocupar o mesmo espaço vão-se influenciando mutuamente. E vão construindo um objecto artístico conjunto.
Em DogoD o som e a imagem têm uma importância equivalente à do actor.
É da relação de forças entre estes três elementos que se constrói o espectáculo.
A estória contada passa para segundo plano. A verdadeira estória é a dessa construção, partilhada momento a momento com o público, e das questões que nos ficam na cabeça no final.

Ficha Artística e Técnica

Discussão e ideias: Alexandre Lemos, Ana Val-do-Rio, Filipa Freitas, Francisca Moreira, Maria João Feio, Mário Montenegro, Pedro Feio, Pedro Malacas, Rui Capitão | Encenação e representação: Mário Montenegro | Banda sonora original e operação técnica: Rui Capitão | Realização video: Filipa Freitas e Pedro Malacas | Fotografia: Francisca Moreira | Desenho gráfico: Alexandre Lemos e Gonçalo Fernandes | Espaço cenográfico: MARIONET | Concepção e execução de penteados: Ilídio Design | Produção executiva: Alexandre Lemos
Produção: MARIONET 2004

Apoios

anca. | Câmara Municipal de Coimbra | Ilídio Design | Inatel – Delegação de Coimbra |  MAFIA – Federação Cultural de Coimbra |  RUC | TAGV

fundo